Início Artigo Classificação dos Substantivos

Classificação dos Substantivos

213
0
COMPARTILHAR

A linguagem está intimamente ligada ao universo jurídico. É por meio da linguagem e da comunicação que o Direito é regulado, sendo indispensável aos seus operadores, o estudo dessa matéria.

Inauguramos o quadro Português Jurídico com o vídeo do professor Wallace Magri, em que ele trata das máximas conversacionais.

Queremos, de forma clara e sucinta, trazer temas de português que podem ser aplicados ao Direito, seja por meio da escrita, seja por meio da fala.

Partiremos de um tema aparentemente simples, mas que está presente até nas frases mais simples.

Classificação dos Substantivos:

 

Comuns

Nomeiam seres da mesma espécie: livro, lousa, professor, aluno.

Próprios

Indicam um ser em particular: Caio, Tício, Mévio, O Mito da Caverna.

Concretos

Indicam seres que têm existência independente ou são apresentados com tais: árvores, sol, rua, Deus, alma.

Abstratos

Designam ação, estado ou qualidade e, embora sejam dependentes de outros seres, são considerados como se tivessem existência própria: coragem, tristeza, ira, beijo, doença, bondade, ternura.

Primitivos

Dão origem a outros substantivos: água, flor, pedra, fogo, cidade, braço.

Derivados

Formados a partir de acréscimo de afixos (sufixos ou prefixos) à raiz: aguaceiro, florista, pedreiro, fogaréu, criancice, cidadão, antebraço.

Simples

Constituídos, em sua estrutura atual, por um só radical: relógio, homem, flor, pé, aluno, livro.

Composto

Apresentam, em sua estrutura atual, mais de um radical: bomba-relógio, lobisomem, couve-flor, pé de moleque, beija-flor.

Esses são conceitos simples, que no decorrer da graduação e da vida profissional vão ficando distantes. E embora estejam presentes em nosso cotidiano, nos afastamos de suas definições e significados.

Esperamos que ao relembrar esses conceitos, sua linguagem melhore e sua escrita seja mais adequada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here