Início Direito Eleitoral Juiz condena vereador a indenizar o PT em 1 real

Juiz condena vereador a indenizar o PT em 1 real

493
0
COMPARTILHAR

• Processo: 1000524-63.2015.8.26.0451

O ex-vereador do município de Piracicaba foi condenado a pagar indenização no valor de R$ 1 ao PT por ofensa por meio de carta publicada em um jornal local.

O juiz Eduardo Velho Neto, da 1ª vara Cível de Piracicaba, entendeu ser devida a quantia “em função da ‘injusta’ publicação feita pelo autor, isto porque, as ‘inverdades por ele propagadas’ são ‘abusivas e caluniosas'”.

De acordo com o partido, a “carta ao leitor” se referia a um frigorífico que estaria causando diversos transtornos aos moradores do local, mormente um mau cheiro tremendo. Não só chamava de meliantes os filiados do PT, como também os acusava de responsáveis pelo problema relatado.

Em tom de ironia, o magistrado considerou ser cabível a indenização pleiteada, tendo em vista que ficou demonstrado que o ex-vereador “falseou os verdadeiros fatos”. O juiz ainda ironizou:

“Ouso dizer”, que também “não existe controvérsia de que “o PT sempre foi um partido que lutou pelos interesses dos trabalhadores.”

“Ouso também dizer” que o “PT sempre esteve à frente dos interesses da nação em detrimento de outros escusos interesses”.

“Ouso também dizer” que o “PT em momento algum foi notícia ou motivo de comentários, reportagens, alusões, fofoca, boatos, etc…..relacionados a fatos escusos, escabrosos….Etc….”

“Ouso também dizer” que o “PT em momento algum participou de tratativas criminosas e abusivas, quer por si, quer por seus mesmos ou filiados, acrescentando que, em momento algum, o Partido dos Trabalhadores teve qualquer membro de sua tesouraria , cargos de direção, ou qualquer tipo de filiado, preso ou conduzido coercitivamente por Autoridade Policial Nacional”.

“Ouso também dizer” que o “Partido dos Trabalhadores é o único partido, quer em âmbito Nacional ou mesmo Internacional, que tem, dentro seus filiados, a “única alma pura existente na face da terra”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here